Recortes: VVAA, Boring Europa, Chili Com Carne

Os contactos que a Chili Com Carne (CCC) tem criado com autores e colectivos de banda desenhada um pouco por toda a Europa já resultaram em exposições que, de outro modo, não chegariam a Portugal, em colaborações de autores portugueses em publicações estrangeiras (e vice-versa) e em volumes colectivos como Greetings From Cartoonia, onde artistas de diferentes nacionalidades trocavam memorabilia etnográfica e com ela produziam narrativas capazes de retratar uma certa Europa, tão cosmopolita quanto agarrada às suas tradições. Boring Europa surge nesse contexto, mas em vez de recolher colaborações pedidas de propósito para um determinado livro, parte no seu encalço.

Foi assim que seis autores portugueses, entre eles o editor da CCC, Marcos Farrajota, se enfiaram numa carrinha e empreenderam o percurso Lisboa-Valência-Pancevo-Graz-Berlim-Poitiers-Vigo-Porto-Lisboa, umas vezes registando em diários e narrativas feitas no momento as peripécias da viagem, outras recolhendo contribuições de quem com eles se cruzou. A viagem pretendia ser uma espécie de tourné, com objectivos tão diferentes como vender edições portuguesas no estrangeiro, devolver originais a autores que os emprestaram para exposições em Portugal (caso de Igor Hofbauer), contactar com colectivos e projectos editoriais espalhados pela Europa e trazer para Portugal edições dos países visitados (já que a CCC é, também, uma distribuidora). O resultado é um livro que deve tanto à mítica Torre de Babel como às auto-estradas europeias, misturando várias línguas e registos tão diversos como as bd’s rabiscadas de Farrajota, os cadáveres esquisitos de duas ou três jam sessions na Eslovénia ou o olhar de Aleksander Zograf sobre os portugueses e a sua viagem alucinante. Surpreendentemente, o resultado é tão coerente como são caóticos os dias aqui retratados. Mais do que uma colagem de histórias e fragmentos, Boring Europa é um livro de viagens, uma aventura em 8000 quilómetros de estrada e, sobretudo, um contributo relevante para se pensar a Europa e as suas relações internas. Agora que a ajuda entre países (mais ou menos forçada) anda na boca de toda a gente, seis pessoas e uma carrinha dizem mais sobre as vias possíveis para o encontro e sobre a capacidade de nos conhecermos para lá das fronteiras do que todas as directrizes da União Europeia.

Sara Figueiredo Costa
(publicado na Ler, nº102, Maio 2011)

Anúncios

One response to “Recortes: VVAA, Boring Europa, Chili Com Carne

  1. saltaste algumas cidades! hehehehe
    caramba, o Boring já serve de manifesto político? nós só queriamos ir fugir da praia, pimba e sol de Portugal!
    🙂
    obrigado!
    Marcos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s